Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

Natal

Sim, o Natal ja acabou, hoje é dia 27, os presentes já foram abertos, maior parte dos doces ja foram comidos, as mesas ja estão arrumadas e comecamos a preparar a passagem de ano. 

O meu Natal passou com mais calma, mais serenidade e mais paz do que nos anos anteriores. Tenho de admitir que depois de passar toda a azafama da festa de natal, o meu coracão ficou mais ansioso, comecei a pensar que o P. ia passar o Natal sozinho, comecei a receber mensagens dele e isso mudou logo a minha cabeça. Tive de focar, pensar que apesar de ser uma época de familia, amor, ele é que escolheu estar assim e antes de me conhecer já passava natais sozinho. Pior, saber que estas mensagens só se devem a isso mesmo à solidão, nada tem a ver com amor que ele possa sentir por mim, pois esse deixou de existir há muito tempo, a partir do momento em que as traições e as mentiras comecaram. 

No dia 23 a noite ainda lhe tentei ligar, com medo que ele atendesse o telefone pensei "mas se tens medo que ele atenda o telefone estas a ligar porque?" desliguei de imediato e preferi enviar uma sms para acalmar o meu coração da culpa que não tenho 

                        " tenho de admitir, passar o natal sem ti vai ser estranho, mas foste tu que escolheste.(...) Boas festas"

 

No dia 24 tive de me manter ocupada o dia todo para não pensar, para não fazer asneira. sim ele ia passar a vespera de natal sozinho, sem filhoses, sem rabanadas, sem tronco de natal, sem prendas, sem árvore mas pior do que isso.. sozinho. Não fui eu que fui má, ele fez me sofrer mais de 2 anos e eu nunca desisti dele, sofrii até não conseguir mais e agora que estou a reerguer me não posso andar para trás, quero que ele seja feliz nao lhe desejo mal, mas nunca poderia passar o natal com ele e com a minha familia. 

De manhã acordei fui para a creche brinquei com os meus bebés, quando acabou fui ao shopping comprar as prendas que me faltavam e fazer as compras para os doces de natal acompanhada da minha amiga, fui de seguida para casa da minha avó fazer filhoses. Tomei banho com a minha prima mais pequenina e ocupei me dela durante a consoada. Quando dei por mim já tinha acabado. Respirei de alivio. 

Dia 25 de manhã estava a espera de um dia mais feliz e divertido com a familia.. os meus pais foram à frente para auxiliarem a minha avó na higiene e eu fiquei a arranjar me. Quando estou a chegar a casa da minha avo comecou o meu Natal:

 

"-Rute a carrinha do avô não estava assim pois nao?"

-"Não, que horror quem fez aquilo?" (minha reacção a olhar para a carrinha toda destruida da parte da frente) indignadissima, triste porque o meu avô estava sem carrinha.

entretanto aparece o meu avô no portão quase a chorar,

-" Filha, ja viste o teu carro?"

 

Caí de lado... o meu pai tinha acabado de deixar o meu carro novo destravado e claro ele desceu a rua e bateu contra a carrinha do meu avô..

 

Feliz Natal Rutinha! 

 

Escusado seja dizer que passei o dia 25 sentada no sofá a ver tv para não pensar em mais nada... no dia 26 acordei fui andar no paredão com as minhas amigas do ginásio e aí vejo como a minha vida mudou desde o dia 25 de dezembro de 2014.

 

Que venha o ano 2016!

 

12391865_1364553863570815_8059454702148278656_n.jp