Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

Oh nao! Mais uma depressão!

Quando o teu namorado se vira para ti e te confronta com a realidade custa muito mais, cais na tua e apercebeste que talvez os ultimos acontecimentos estejam a ter repercurssões maiores na tua vida do que tu pensas.... Por vezes gostava de lhe dizer que sim que estou infeliz, que não sou uma pessoa feliz, que sou mais uma pessoa frustrada daquelas que não fica feliz com a felicidade dos outros, mas tenho medo pois sei que este tipo de pessoas é mau, é infeliz (tal como eu) e que tem inveja ate das pedras da calçada, e nenhuma destas prerrogativas é boa de se ouvir... são pessoas que mais vale manter longe do que ter por perto, sao as pessoas de quem se escondem as coisas boas para nao darem azar, para nao rogarem pragas.. Eu sinto me essa pessoa, aquela de quem toda a gente foge para nao ter azar!

Odeio-me, odeio-me por ser assim, sei que não faco com intenção mas não consigo ser de outra forma. 

Gostava de lhe poder dizer que não perdi só a minha avó, eu perdi uma mãe, uma pessoa que me dava forças para continuar em frente, que apesar de ela não me ouvir fazia-me bem so o abraco dela, so deitar a minha cabeça no ombro dela e ouvir todas as histórias que ela repetia um milhão de vezes por dia. Não perdi só a minha Avó Mãe, perdi toda a minha familia tal como esperava, a matriarca desapareceu, desataram-se os lacos, cada um fez a sua vida, seguiram-se caminhos diferentes e por mais esforcos que eu fizesse saberia que seria impossivel mantermo-nos todos juntos. Tenho saudades de ter a familia como meu apoio, os meus msoqueteiros que tão bem me conheciam e que me davam forças para eu continuar a lutar pela felicidade que tanto anseio. Mas se formos a ver bem se os lacos se desfizeram então eu é que estava a construir a minha felicidade em cima de um castelo de areia. 

Custou me ouvir coisas de algumas pessoas, e uma delas foi da minha prima, passei anos e anos a fazer tudo por ela, para que ela se sentisse bem e ao longo de todo este tempo ela nunca me deu nada limitou-se a receber a abusar de mim porque a meu ver foi o que ela fez. Desde que ela comprou a casa de matarraque que eu dizia que assim que ela saisse de lá que aquela seria a minha casa e quando houve essa oportunidade o que ela fez foi dar a casa aos pais sem que me tivesse avisado, quando soube ja o "negocio" tinha sido feito.. fiquei magoada pois nem uma conversa ela foi capaz de ter comigo antes de tudo... isto tudo depois de ela ter arranjado namorado e ter esquecido que eu existia. Desculpei porque eu conheco-a e sei que ela é do tipo de pessoas que quando tem alguem desaparece e se não formos nós a ligar para saber como está então nunca mais teremos noticias... Mas ela olha só para o umbigo dela e sempre foi ela ela e ela, para ela nao existe o outro, as outras pessoas não tem sentimentos e por isso tem de aceitar tudo como ela quer. Foi assim comigo e é assim na vida dela com todas as pessoas que a rodeiam. Agora engravidou e não foi capaz de me contar, teve de ser por terceiros, enfim, tantos anos de dedicação e foi isto que eu recebi em troca... Magoou me tambem ela ser a pessoa com quem eu mais desabafava sobre a minha avó e quando a perdi a resposta dela foi "estas a lidar muito bem com a situaçao" mas nunca me perguntou se eu precisava de alguma coisa, pensava que eu lidava bem com a stuação porque nunca me deu um minuto do seu tempo para saber como é que eu estava.. se chorei? chorei bastante, escrevi muito, procurei muitas fotografias e fiquei muitas horas na cama para me recompor de tudo o que tinha acontecido... sabiam que no dia em que a minha avó não saiu do hospital eu nao quis ouvir ninguem, o meu medo nao era racional e eu nunca sofri tanto na vida como sofro agora. Lembro me de estar na cozinha a fazer o almoco e a minha mãe me ligar para me dizer que a minha avó iria ficar no hospital e eu dizer "noa, nao facas isso por favor tu sabes que ela ja nao vai sair dai" isto a chorar compulsivamente e a minha mae dizer "queres falar com a tua prima" e eu não quis, e naquela altura sem eu saber, sem eu me dar conta, ela ja tinha desaparecido da minha vida. 

Aqui ja metade da minha emoção entrava em depressão, o tempo foi passando e eu fui me habituando á ausencia até chegar ao cemiterio e ver a campa como todas as outras, arranjada como todas as outras, e aí a dor virou real a ausencia dela virou confirmação e a partir dai soube que ela nunca mais ia voltar ela esta ali presa para toda a eternidade e daqui a 12 anos será so ossos... a minha avo vive agora no meu coração e o que restou dela foram so as memorias.

Estou sozinha, repeti isso tantas vezes para mim, os meus pais nao me deram apoio nenhum, o meu avô finge querer uma coisa que não quer e a minha vida nunca mais voltou a ser a mesma. A minha familia era o meu apoio e eu perdi. 

O ano passado quando terminou o verão estava prestes a rebentar, trabalhava so com a vanessa e ela so queria lixar me, fartava me de trabalhar e todos os dias tinha de me defender de coisas que nao tinha feito.. a minha patroa decidiu dar me uma folga e colocar outra pessoa a trabalhar comigo, a Filipa.. esta veio só para me salvar, e sabendo como sou tive um medo gigante que ela não gostasse de mim e eu continuasse a sofrer por em dar mal, por no ter paz, por ser eu e os meus 16 miudos.. mas a Filipa mostrou ser mais do que isso e deixou me as portas abertas, depois de tudo o que ouviu deu me uma oportunidade e deixou me ser como eu sou, deixou me mostrar aquilo que eu sou na realidade e tornou se minha amiga... mas agora foi embora, fiquei mais uma vez sozinha com as pessoas que só me querem mal, que estao constantemente  a testar me, a espera que eu de um passo em falso para me apanharem. É triste mas quando tive oportunidade de sair não tive coragem por nao querer deixar os miudos que apesar de nao serem meus filhos, eu amo os como se fossem e so eles que muitas vezes me ajudam a ultrapassar aquilo que eu penso que não sou capaz. E por isso fiquei, e agora so me resta ser forte e aguentar o tempo que me falta ali sem a minha Filipa que tanto fez por mim.. 

Para ajudar á "festa", a tua familia nao gosta de mim e isso chateia-me pa caralho, e desculpa a expressão, mas não ha forma de dar forca a isto na escrita se nao for assim.. dar importancia a isto porque? para que? que pessoas são estas? conheco as de algum lado? sao me alguma coisa? NAO.. mas eu sou carente, mas eu preciso da aceitacao dos outros para me sentir bem comigo mesma, tenho uma auto estima do tamanho de uma formiga e eles souberam usar bem isso contra mim.. com todas as vezes que sem querer me rebaixaram com comentários menos bons sobre mim, com comentarios indirectos a minha frente como se virarem para a tua cunhada e "bem vinda a familia" quando eu estava na familia ha tanto tempo quanto a outra.. nao se coibiram de o fazer a minha frente, não podiam esperar por outra oportunidade, apanharam o meu ponto fraco e souberam usar isso contra mim muito bem... depois fizeram um grupo a que chamaram "Familia" e excluiram me sem qualquer pudor e quando te pedi que fizesses alguma coisa "esquecias te" no fundo eu sabia que tu nunca irias dizer nada mas tinha a falsa esperanca de que resolverias a situação, que aquilo que sentes por mim seria importante o suficiente para não deixares que me fizessem "mal" como fizeram.. sim, porque dando eu a imprtancia que dou isto so poderia magoar a minha auto estima ainda mais, e se era do tamanho de uma formiga passou a ser do tamanho de uma molecula.. A cereja no topo do bolo foi quando a tua cunhada me excluiu do instagram, sim porque primeiro deixou de me seguir e depois apagou me, sem que eu tivesse feito nada, sem que tivesse contacto comigo e se fosse outra pessoa que teria confrontado com a verdade mas como se tratar de quem se trata.. e porque talvez eu saiba o porque desta eliminação, fiquei quieta e passei noites a remoer o que tinha acontecido e com medo que isto magoa se a nossa relação.. 

 

Se me encontras demasiadas vezes sentada no sofa, cansada, exausta, sem motivação, é por tudo isto e por pensar que a nossa relaçao possa nao resistir ao passar do tempo. Estou infeliz, tenho comido mais do que a conta pois refugiei me no fast food, no pao branco, no "eu como o que eu quiser, ninguem manda em mim" porque eu desisti... desisti do que me fazia levantar da cama todos os dias de manhã- a busca por um corpo que eu goste, que eu me sinta bem... ate me aperceber que o facto de eu me queixar do corpo que habito todos os dias é uma ofensa para as pessoas que me rodeiam... 

comecei a escrever isto para mim e acabei a escreve lo para ti, isto so mostra que és o centro da minha vida e que se nao fosses tu eu ja nao estaria aqui. 

Obrigada, tinha muito mais para dizer mas estou cansada... 

20170603_193820-1.jpg