Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

Tijolo

As pessoas levam muito de nós. Demasiado. Levam-nos o chão, levam-nos a voz e às vezes levam-nos por inteiro. Somos um muro que se vai formando e onde quem passa deixa uma marca, por isso acabamos por ser complexos, porque já passaram por nós milhares de impressões digitais. No meu muro já me pintaram sorrisos, já despejaram amarelos e já me salpicaram de branco. Mas às vezes há quem me cubra de preto, às vezes levam tanto do meu muro que só me deixam um tijolo. E um tijolo não tem mensagem nenhuma. Às vezes levam-me o branco, o amarelo e esqueço-me que pelo meu muro já passou tanto de bom. Foi preciso muito tempo para eu perceber que não há vergonha em ser tijolo, porque não há vergonha nenhuma em baixar o nosso muro por alguém. Vergonha é quem nos leva tudo e nos deixa pensar que ser tijolo é ser só, que ser tijolo é ser o fim. Quando na realidade ser tijolo é ser inteiro,porque para ser muro é preciso primeiro saber ser tijolo.

1 comentário

Comentar post