Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

O desavesso - Dia 1

 

Hoje foi o primeiro dia do desafio dos 60, ja so faltam 59 yeah!!! 

 

Fiz as coisas com calma, não fiz como tinha estipulado no calendário, mas fiz tudo. Para o dia de hoje estava estipulado acordar as 8h, fazer o insanity uma hora depois e depois passar o dia na praia e acabar com um jantar entre amigas. Fiz tudo mas não desta forma. Acordei, sonhei um pouco com aquilo que quero que seja a minha vida daqui para a frente, depois fui com a minha prima andar no paredão. Almocei, arrumei o quarto, fiz a cama de lavado, mudei o pijama, pus um incenso.... tudo com o objectivo de "vida nova, tudo lavado, alma lavada", em seguida fiz o insanity, tomei banho e la fui eu ter com as minhas amigas. Jantámos numa das novas hamburguerias gourmet que agora andam espalhadas por aí, neste caso, em Belém. Conversamos sobre vários assuntos e eu não toquei nas coisas tristes que estão a passar na minha vida, prefiro passar a ideia de ser uma pessoa feliz e bem resolvida do que andar a massar as pessoas com os meus problemas. São minhas amigas é verdade, mas ás tantas torna-se chato e cansativo tanta negatividade. 

Balanço do dia: positivo. 

 

Amanhã é dia de ir a psicoterapeuta... não sei o que vou falar, tenho receio que as coisas descambem para o lado que não me interessa... o ter de terminar a minha relação... mas tenho noção de que tenho de falar das coisas como elas são e nao pintá-las como eu queria que fossem. Tem de ser preto no branco, venha o que vier, vai ser o  melhor para mim. 

 

Amanha é outro dia. 

Filme

Hoje para acabar a noite vou rever o Filme "Proposal" com a Sandra Bullock e Ryan Reynolds. Para rir até ao fim {#emotions_dlg.happy}
Margaret Tate (Sandra Bullock) é uma poderosa editora-chefe de uma multinacional norte-americana, forte, dura, incisiva, adora criar um clima de terror sobre seus funcionários. Um dia, Margaret, que é uma cidadã canadense, percebe que será deportada. Logo, a grande executiva não vê outra alternativa senão promover um casamento de fachada com seu assistente, Andrew Paxton (Ryan Reynolds), para enganar o setor de imigração. Mas, para que dê tudo certo, torna-se necessário que a própria família de Andrew esteja ciente do relacionamento. Assim, eles embarcam para um final de semana para que a família conheça a moça, no Alaska.

A minha vida virada do avesso X

 

Hoje foi um dia calmo, pacifico. Fiquei em casa, na cama... é terrivel esta sensação de anular a minha vida por me sentir infeliz, porque fazemos isso? porque é que uma desilusão, um desgosto nos atira para a cama roubando nos a vontade de viver, de fazer coisas diferentes, de fazer coisas por nós?

Eu estou assim, sem vontade para nada, na cama passo os dias, entre o computador, a televisão e o telémovel. Sempre atenta á vida do P. mas sempre descurando da minha.... A vontade de me levantar é suficiente para fazer alguma coisa mas não tudo o que quero, preciso de mais bem estar, de maior motivação, e principalmente, de mais amor e carinho por parte do P., acredito que ele goste de mim, mas não sinto que se esteja a esforçar para me ajudar, alias, para nos ajudar a superar esta terrivel fase.

Somos um casal, o sentimento mudou mas ainda gostamos um do outro pelo menos o suficiente para ainda estarmos juntos, será este suficiente o suficiente para ultrapassar esta crise?

Eu estou a esforcar me, tal guerreira que entra na batalha para vencer, cada vez que chegam as 18h eu estou ali pronta para ir ter com ele e superar o que tiver de superar , nervosa, ansiosa a tentar controlar todos os meus instintos inatos entro na guerra a batalhar contra os meus instintos, contra os meus medos, contra mim mesma. Será que é verdade tudo o que penso, que ele nao presta para mim e me engana ou sou eu que estou a procurar motivos para acabar com esta relação?? A nossa cabeça é dificil de entender, eu sou dificil de entender, se nem eu me entendo a mim propria... 

Está na hora de ver algo cómico para dormir bem. Quero sonhar, quero sonhar muito hoje para acordar tão feliz como hoje. O meu sonho foi feliz e fez me feliz. 

 

 

O desavesso

 

 

A minha vida pode estar virada do avesso, mas se não for eu a fazer alguma coisa por mim, quem vai fazer? Vai ser alguém a chegar ao pé de mim e "toma está tudo bem outra vez" enquanto eu fico deitada na cama a chorar e a lamentar o estado da minha vida? A resposta é não! só EU é que tenho o poder de mudar a minha vida, fazer dela aquilo que quero. Digo várias evzes que as pessoas são infelizes porque querem, porque fazem da vida deles um mártir... e agora estou eu a morrer pela boca... a minha vida está uma MERDA porque eu deixei que ela ficasse uma merda, porque eu não lutei para mudar, para crescer, deixei que o medo me vencesse sempre e matasse os meus sonhos e hoje aqui estou eu. 

 

Tenho nas minhas mãos o poder de mudar e é isso que vou fazer. 

 

Ha uns 2/3 anos atrás, eu propunha a mim mesma objectivos a atingir e conseguia, lutava pelo que queria de todas as formas e conseguia, devem-se estar a perguntar quando é que isso deixou de acontecer..hmmm.. não sei bem, mas se eu conseguia agora também consigo, basta me ter força de vontade e dedicar-me a 100% á minha pessoa. O P. não vai gostar de mim se eu não gostar de mim, pois se eu não estiver bem comigo mesma não consigo estar bem com as outras pessoas. Se quero estar com ele? sim, neste momento quero, apetece-me lutar por ele, cuidar dele e fazê-lo feliz. Talvez seja verdade o que o Miguel me disse, e o P. já nao me ame mais por estar magoado ou ofendido com coisas que aconteceram, coisas que eu provoquei, mas o Miguel também disse que juntos iriamos ultrapassar esta fase juntos e que iriamos recuperar o que tinhamos. Pode não ser já, eu tenho de ter paciência, está tudo muito quente e eu só tenho de esfriar isso. 

 

Quanto a mim, vou me propor a várias coisas, sozinha ou acompanhada, eu vou fazê-lo. Estou magra, emagreci sim é verdade, estas ansiedades, e o estado de infelicidade constante fizeram com que perdesse o apetite, mas foram dois quilos que acho que consigo recuperar. Portanto, não é por ser magra que não posso fazer exercicio fisico portanto vou voltar ao insanity. Esse é um plano de exercicio para 60 dias, é esse o prazo que vou dar a mim mesma para me recuperar. Nesse periodo quero engordar, ficar em forma, conhecer pessoas novas, sair mais vezes, conhecer novas praias, vou dar continuidade a psicoterapia. Posso não querer ir, e não me sentir bem lá a contar as coisas que faco e a descobrir porque é que as faco, mas nestes 60 dias , serão 9 consultas e penso que no final dessas 9 já poderei fazer um balanco. Se achar que não me está a acrescentar nada, então desisto. 

Quero ser feliz. Como fazer isto? Todos os dias ver filmes de comédia, ouvir musicas felizes, ver fotografias de humor, ler coisas felizes, falar de coisas boas e positivas. 

 

Que os 60 dias comecem e que perdurem até dia 7 de Setembro, sem precalços. 

 

Todas as semanas vou colocar o plano aqui no blog. 

 

Wish me Luck 

 

 

A minha vida virada do avesso IX

 

Tem sido dificil escrever, apesar de ser uma terapia para mim, tem havido momentos em que desisto e nos quais me sinto sem forças para continuar. Não me apetece continuar a ir a psicoterapeuta, sei que deveria ir, mas será que nao consigo sozinha? será que sou assim tão fraca para precisar de outra pessoa para me tirar estes pensamentos da cabeça? 

Eu quero ser capaz de fazer as coisas sozinha, não quero depender de um homem para ser feliz, eu quero ser feliz mas ser feliz comigo com o que sou e saber que sou capaz de enfrentar as coisas sozinha. 

 

Mas eu so demonstro esta força quando estou bem com o P., no fundo sei que sozinha sou capaz, falha-me muitas vezes a força para fazer as coisas, não estou a passar um bom momento e talvez seja porque na minha cabeça não estão claras as minhas intenções. Será então que preciso mesmo de um pscioterapeuta? 

 

Não gostei de lá ir e não me sinto à vontade, ainda me sinto ridicula por estar a contar todas as parvoices que faco e ela olhar para mim com cara de "és parva, e isso resolve-se rapido" disse-me várias vezes coisas que eu já sei e que não preciso que ninguem me diga, mas não me disse o que fazer. 

 

Quando estou assim , não tenho ninguem que me puxe por mim.. parece que ninguem quer saber de mim, fico largada.... Sou eu por mim ou então afundo me soiznha e ninguem se dá conta. 

Nos meus sonhos, lencóis de seda

 
 
Entre a noite escura,
Ao som da luz da lua,
No silencio que nos cobre a pele…
Onde a voz se cala,
E enfraquece…
O meu coração pára
De tanto bater por ti.
Numa corrida contra o tempo,
Todos os meus pensamentos me fogem.
E sem sequer me dar conta,
De dois…
Fazemos um
 
 
 
 
 

A minha vida virada do avesso VIII

 

Hoje não consigo escrever.. deixo apenas um texto.

 

Quero de novo aquela cor que me tocava todos os dias, aquele olhar que me falava nas horas de silêncio, aquela voz que me fazia rir, aquela alma que me mudou por dentro. Quero de novo aquela pessoa que me trouxe de volta, aquele que conheci, aquele que me conquistou, a pessoa que me falava baixinho quando estava triste: "não chores...", aquele que me dava as garantias sobre os dias seguintes: "nunca te vou deixar!". Quero de novo aquele que não precisava de falar para me fazer ouvir o que sentia, quero de novo ouvir o coração que batia mais forte quando nos abraçávamos. Quero de novo, quero de volta! Quero-te a ti como te conheci. Da mesma forma, igual e por inteiro. Peço-te que voltes, que retornes ao teu ser, a tua pele, a tua pessoa. Que deixes para trás essa ilha deserta, que voltes a ser aquele que sempre foste, aquele que amo com todas as minhas forças. Quero poder sonhar, e ao acordar entender que "hoje" deixará de ser um sonho e tornar-se-á realidade. Quero acordar a pensar em ti e que segundos depois vou ver aquele sorriso que me conforta. Quero poder despedir-me de ti e saber que ficas bem, conseguir dormir sabendo que estás calmo. Quero-te a ti e quero tudo de volta, como era. Quero-te a ti, realmente, de volta, como eras; igual a sempre. Peço-te que voltes, e que não me deixes!

Mais uma Noite

Ver filmes cómicos para ajudar a mente. 
Não Há Família Pior!
Comédia (2010- "Little Fockers"
Realizador: Paul Weitz 
Elenco: Ben Stiller, Teri Polo, Robert De Niro
Foram precisos 10 anos, dois pequenos Fockers com a sua mulher Pam (Teri Polo) e um sem número de obstáculos para que Greg "se desse bem" com Jack, o seu sogro rígido e autoritário. No entanto, quando este papá se vê na bancarrota, e aceita um trabalho "extra" numa farmacêutica, as suspeitas de Jack sobre o seu enfermeiro favorito voltam em tom ensurdecedor... Quando todo o clã de Greg e Pam, incluindo o seu ex-querido, Kevin (Owen Wilson) - se junta para a festa de aniversário dos gémeos, Greg terá de provar ao céptico Jack que está totalmente apto para ser o homem da casa. Mas com todos os mal-entendidos, espionagem e missões como infiltrado, irá Greg passar o derradeiro teste do seu sogro e tornar-se no próximo patriarca da família... ou irá o círculo de confiança ser definitivamente quebrado?
Have fun!

A minha vida virada do avesso VII

 

 

Hoje não voltei com a mesma força de ontem, foi mais um dia em que nada se resolveu, nada melhorou e tudo piorou. Hoje foi a folga dele, como não queria passar o dia com ele, inventei umas desculpas, mas mesmo assim fui dar-lhe um beijo pela manhã á praia. Assim que entrei no carro comecei logo com as desconfianças, desde cheirar o cinto a analisar o banco do carro e o tapete do lado do pendura, a fim de encontrar vestigios do sexo feminino. Pedi-lhe novamente para ver o telémovel prometendo que seria a ultima vez. Já nem me controlo, acho que me descontrolo a mim mesma, pois sabendo que tenho de parar com esta obcessão e controlo, quebrei as regras e voltei a pedir para fiscalizar a vida dele. 

 

Assim que consegui o que queria, vim embora e deixei o passar o dia dele como ele bem entendesse. Mas o meu dia nao foi calmo, precisava de arranjar algo que me desse confianca e pedi-lhe que colocasse uma foto nossa no facebook dele, para que todos soubessem que estavamos juntos. Ele disse que sim, mas colocou no meu em vez de no dele.... Passei-me... fui até casa dele, pronta a esclarecer o que iriamos fazer com a nossa relação, pois nao posso nem quero continuar a viver nisto. 

 

"Para comecar não é por eu andar a fazer psicoterapia que podes mandar me controlar sempre que queres e te apetece, as pessoas que fazem e procuram a pscioterapia, não são doentes da cabeça, elas procuram para ajudar a tratar psicoses e ajudar a compreender a si mesmas. Por isso antes de comecares a ofender porque não entendes, procura entender.
Eu procurei a psicoterapia para fazer alguma coisa por mim, mas também por nós, mas preciso da tua ajuda para isso e eu não te vejo a fazer nada. Mandas mensagens a dizer que pensas em nós e que não vais voltar a fazer as mesmas coisas, mas são apenas palavras e eu não vivo de palavras, eu quero atitudes, quero que me dês provas que me amas e que não me estás apenas a usar até resolveres a tua vida....Hoje estas aqui e amanhã podes não estar e eu fico assim passando de dia para dia sem saber o que fazer da minha vida. Eu comecei a desconfiar da nossa relação desde o inicio, mas ultimamente foste tu que me deste motivos para ser assim quando comecaste a inventar histórias para me esconderes a verdade.
Há pouco tempo prometeste que irias contar tudo, mesmo que eu ficasse chateada, mas voltaste a mentir. Como posso eu confiar em ti? Eu passei a minha vida para 2º plano por tua causa, não arranjei trabalho para estar sempre disponivel quando tu estivesses, a quarta-feira era sempre tua para passar o dia todo contigo, e nos restantes dias, os meus dias acabavam as 17h para poder estar disponivel para ti. Deixei de sair, de estar com a minha familia para te acompanhar, comecei a fazer exercicio fisico para sentir que estava a fazer algo por mim, mas até isso me tiraste, pois com todas estas mentiras e histórias comecei a ir abaixo e consequentemente a perder peso. Estou infeliz e nao posso nem consigo continuar a viver assim. Aliás, eu não quero viver assim...Precisas de ser sincero contigo e comigo, saberes o que realmente queres da tua vida para podermos seguir em frente. a minha psicoterapeuta perguntou-me como eu estava a lidar com este afastamento, e eu respondi que estava a lidar bem, pois vir ter contigo significa ansia, medo, angustia, pois estou sempre com medo que venha mais alguma coisa deitar me abaixo. Agora tu, diz me tu o que sentiste este tempo que estivemos afastados..."
 

Respondeu-me que sentia um vazio, que as coisas não estavam bem porque ele não estava bem comigo. Disse que eu era rancorosa, que não esquecia as coisas, que ainda hoje falava de coisas que tinham acontecido ha dois anos atrás... Disse que eu tinha de esquecer tudo o que estava para trás para podermos estar juntos e eu disse lhe que ele tinha de aprender a contar me tudo, mesmo que isso fizesse com que eu me passa-se da cabeça. Fizémos o acordo e decidimos que a partir de amanhã iniciariamos uma vida nova com base nesse acordo feito. 

Mas acabei por ficar la mais um bocadinho, enquanto estávamos no sofá, ele olhou para o telemovel, viu as horas e deitou o telemovel com o ecrã virado para baixo.... pronto foi o suficiente para vir para casa a achar que todo o acordo era mentira, que ele me está apenas a usar enquanto a outra não se decide, isto porque as minhas elações daquele movimento foram "ele esta a ver que horas sao porque está á espera de uma mensagem e como a mensagem pode estar a chegar vou virar o ecra assim ela nao vê"......

E é com esse pensamento que estou aqui agora. 

 

Já não sei o que fazer para sossegar a minha alma, enviei um email ao Miguel. O Miguel lê as cartas e, ha um mes e tao quando isto comecou, pedi-lhe que me esclarecesse. Hoje pedi-lhe novamente, mas vou ter de esperar.... Odeio esperar...

Sinto-me bem a escrever aqui, não sei quantas pessoas leêm o que aqui escrevo, talvez nenhuma, pois não acredito que haja alguem tão louco como eu, e talvez se alguem ler isto vai me achar ridicula, pois é como me sinto maior parte do tempo. Mas no fundo eu sei que vou conseguir, só preciso de um empurrãozinho... uma luz.