Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

Alguém escreveu o teu nome em toda a parte

 

Nada vai ser como era antes.

 

Tive uma noite complicada, dei conta que me esqueci de uns tenis em casa dele, e de repente o que era fácil tornou-se um pesadelo. Para reaver os meus tenis (sim, têm valor sentimental) vou ter de falar com ele. Não quero envolver mais ninguem nesta situação, não quero que sejam os meus pais, nem amigos... quero fazer as coisas para que ambas as partes fiquem em paz. 

Sei que se os meus pais forem falar com ele, ele vai se revoltar, vai ficar contra mim (ainda mais) vai me escolachar e o diabo a quatro.. pensei em falar com uma amiga nossa, mas isso seria estar a chamar outra pessoa...Dormi sobre o assunto e resolvi esperar o dia em que ele me enviar uma sms em modo chill para lhe pedir que deixe os tennis do lado de fora da casa dele. 

Passei o dia calma, mas cada dia que passa a dor aumenta um bocadinho, o medo de ficar sozinha, a frustracão por ele ter sido capaz de fazer o que fez comigo, e o sentimento que ainda mora aqui.. Eu amei o P. , foi o amor que sentia por ele que me susteve ali naquela relaçao até agora, cada vez que nos zangavamos por desconfiancas minhas, eu perdia a vontade de o ver, de estar com ele, crescia o sentimento de "isto nao vai dar em nada desiste", mas eu aguentava firme, fazia de tudo ate humilhar me para fazer as pazes com ele e depois curava-me sozinha...Cada discussao eu chorava, vomitava, saía de casa e voltava e fechava me no quarto a chorar ate ele vir e aceitar me de volta... Depois disso, curava-me.

Passei dias e dias em que vê-lo era um suplicio, em que ir para a cama com ele era um sacrificio, mas na minha mente aquilo era só uma fase... e foi.. foram várias fases, curava me sozinha, passava de infeliz a feliz, passava de desacreditar a acreditar numa felicidade a dois... a casa, a gata, a cozinha, o quarto, no Natal comprei uma arvore, insisti que pusessemos a estrela no topo da árvore juntos para certificar me de que ficariamos juntos para sempre... e pusemos, mas não, não vamos ficar juntos para sempre. 

Desmanchei a arvore, limpei a casa e coloquei as luzinhas na cama, todos os dias acendia para dar um ar acolhedor e criar um ambiente romantico para me fazer acreditar que seria para sempre... Dormia bem mas tinha de lhe pedir que desligasse o telemovel e dormisse com ele debaixo da almofada para eu poder descansar e certificar me de que não iria acordar a meio da noite para esmifrar todo aquele telemovel.. e ele acedia ao meu pedido... 

Passei meses num sufoco diário em nome do amor que sentia por ele...foi tudo por amor. 

 

A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas... nos carros... nas pontes... nas ruas...
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! Ora doce!
Para nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.