Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

Melhor que nada

 

Ontem fiz dois posts mas decidi apaga-los, não quero que este blog se torne demasiado pesado com a descrição de todos os pesos que carrego comigo. Se for a ver o porquê de estar a passar por esta metamorfose, existem muitas pessoas envolvidas nela e o P. não é decerteza a pessoa que mais problemas me trouxe. Perdi amigas, um grupo de amigas grande com quem tinha grande cumplicidade, perdi o amor da minha vida, sofri com a falta de parentes e, existe sempre alguem que não godta de nós, e eu sofri com isso tambem. 

 

As coisas com o P. estão a ir melhor, a força negativa não está tao forte, embora ainda existam pesos por resolver. Penso que o problema já nao é ele e sim eu. Todos os acontecimentos negativos com ele fizeram com que o amor que sentia por ele se fosse desvanecendo, aquele encantamento, aquela vontade de ter uma vida com ele foi desaparecendo á medida que ia descobrindo coisas que ele escondia de mim. Gosto dele, mas será que é o suficiente? será que ainda quero ter uma vida com ele? Será que fiquei desiludida com os ultimos acontecimentos ou usei os para desculpar a minha falta de interesse nele?

 

Quando vi o que a I. tinha conseguido alcancar na vida dela, pensei para mim: "será que e esta a vida que quero levar?" eu nunca fui uma pessoa que se contentasse com pouco, não sou ambiciosa com o trabalho, dinheiro nem poder... mas ambiciono ser feliz muito feliz, sempre gostei de historias de amor, sempre dediquei tempo a ler livros que fossem verdadeiras historias de amor para viver nelas, sempre sonhei com a minha historia de amor, sempre recriei a minha historia de amor.... amores platonicos, amores nao correspondidos, amores sonhados e amores verdadeiros, fazem parte da minha vida há varios anos, quase desde que me conheco por pessoa. E agora com 26 anos sinto que me estou a acomodar a uma relação, não estou completamente feliz, nao estou sequer 50% feliz, estou apenas a deixar fluir porque ele tem uma casa, porque passei varios meses naquela casa, porque parte de mim esta naquela casa, porque ele é sozinho, porque eu com os meus excessos controladores deixei-o sem amigos, porque eu mesma fiquei sozinha por me dedicar por completo a ele. 

Hoje tudo é diferente, o meu dia já não é vivido em função do dele, já nao quero passar todo o tempo com ele, quero o meu tempo o meu espaço e as folgas dele já são um tormento. Todos os minutos com o P. tornaram-se um sacrificio, o medo de chegar alguma coisa que me desiluda tomou dimensões estrondosas, inimagináveis, atrevo me a dizer que não aguentaria outra... 

 

Quero ser feliz, acredito que consigo ser mais feliz do que já alguma vez fui. Sinto que estou numa fase da minha vida em que fiz uma pausa para rejuvencescer, para renascer das cinzas como a fénix... Assim que tomar as rédeas da minha vida, ninguem me vai poder parar. não foi esta a vida que eu escolhi, eu criei uma vida para mim, uma vida onde seria completamente feliz e encontraria alguem que me transbordaria por me fazer sentir mais do que completa, e é isso que quero para mim. Se tenho de procurar, eu procuro, se tenho de esperar, eu espero... mas não me vou acomodar a algo que não me vai fazer feliz. Aceitar estar numa relação só porque "sou assim" e o P. tem um feitio que dá com o meu?! aceitar esta relação porque mais nenhum homem á face da terra me vai deixar controlar o telemovel, a factura detalhada da zon e usar um aplicativo para o encontrar como se fosse uma coleira wi-fi??? Eu quero é um homem que eu não precise de utilizar nenhuma dessas ferramentas para ser feliz. Eu quero um homem que possa sair com os amigos e eu com as minhas amigas e que no final da noite possamos dormir juntos sem medos, sem desconfianças... quero ser livre, ter um homem livre ao meu lado mas ao mesmo tempo sermos "presos" um ao outro pelo amor que nos une. Eu sou capaz! Eu sei que ele está por aí pronto a fazer me feliz.