Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

O Primeiro dia do resto da minha vida

 

Voltei após uma semana ausente do Blog. Comecei a trabalhar esta semana e tem sido uma semana de loucos! Preparar um ano letivo não é fácil, exige muito trabalho, e quando somos novatas, temos de mostrar o que valemos, a coisa torna-se ainda mais dura. Tenho tido muito pouco tempo para mim, e aquele que tenho é para descansar. Confesso que alguns dias cheguei a casa tão cansada que mesmo deitada não conseguia dormir.

Estive muito tempo parada, e logo o primeiro emprego que arranjo é dos mais exigentes, quero e tenho de dar tudo o que posso, pois preciso muito deste trabalho.

 

Hoje dei por mim encostada á parede a contemplar todas aquelas crianças a brincar e questionei-me: será que alguma vez me senti assim? livre, alegre, sem medo de me magoar na parede ou no chão, sem medo de me sujar?? Desde que me conheco como pessoa que a minha forma de ser foi sempre ter vergonha de tudo, eu queria levar um boneco para o shopping quando passeava com os meus pais, mas não levava com vergonha do que os outros iam pensar; eu queria pedir um brinquedo aos meus pais e não pedia porque tinha vergonha; eu não queria ir de férias sozinha com os meus pais porque tinha medo de ficar sozinha, de brincar sozinha, eu olhava as minhas fotografias e chorava porque na minha cabeça eu estava ali sozinha.. Fiquei doente na creche porque as outras crianças não gostavam de mim e tratavam me mal...

Quando fui para o 1º ciclo, as coisas mudaram um bocadinho, mas eu nunca tinha muitas amigas, eu escolhia uma para ser a minha Amiga, e depois era com ela que fazia tudo... cheguei a ter várias, mas uma de cada vez.... chorava varias vezes ou porque a professora ficava doente e nao ia a escola, ou porque partia algum brinquedo que levava para a escola.... Tive sempre tanto apego ás minhas coisas...

 

Eu hoje como educadora de infância, observo as crianças e tenho pena de nunca ter sido assim, tenho pena que os meus pais nunca tenham sabido educar me para eu ser uma pessoa bem estruturada psicologicamente e emocionalmente, que nunca se tenham apercebido que eu precisava de outros estimulos. Eu chorava na creche sim, mas então porque não tentaram perceber a razão e porque não me colocaram noutra? porque não tentaram fazer de outra forma? será que não viam que eu não era uma criança normal?

Sei que as pessoas não nascem ensinadas e mesmo que um casal esteja junto e pense em ter filhos e planeei tudo, nunca se está preparado para se ser pai e mãe, é dificil, as crianças não vêm com manual de instruções e naquela altura a informação que existe hoje,não existia... O que retiro deste dia é que vou fazer de tudo para que um filho meu não seja como eu!

Hoje faco psicoterapia para recuperar, para me tornar numa pessoa mais forte e mais segura, pois as vergonhas continuam e inferiorizo me sempre em relaçao as outras pessoas... penso sempre que nunca sou capaz, e nem vale a pena falar sobre as minhas relações com outras pessoas...

 

Mas eu vou ser uma pessoa diferente, eu vou lutar por isso, e a mudança já comecou!!

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.