Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

O último dia na creche

Lembro me como se fosse hoje, entrei ali esbaforida, trazia umas calças e uma tshirt escolhidas demasiado brutalmente para uma entrevista.. Estava cansada, ansiosa e demasiadamente esperançosa para quem ja tinha levado tantas negas.... Não sabia bem como me posicionar, o que dizer, o que pensar... Optei por esquecer aquela vestimenta horrível e mostrar aquilo que eu era por dentro... Sim, nasci para ser isto e não há nada mais a dizer, tenho ideias, vontades, motivação e uma garra enorme para educar ( na altura) 13 seres pequeninos. Lembro me de me defrontar com uma questão.. Tremer mas mesmo assim mostrar, sem medo, o que era... "Come ao lanche" talvez tenha sido essa a permissa que fez a minha "mana" (mais tarde) escolher me para educar aquelas 13 crianças... Mais tarde, quando ja tinha perdido totalmente a esperança de ficar com a vaga, fui chamada para a segunda entrevista... Ia a tremer lembro me de ouvir "sendo assim começas dia 1" quase chorei de alegria, perguntei duas vezes "a sério? Vou mesmo trabalhar aqui?" Não podia conter a alegria que senti quando me apercebi que era tudo verdade que desta vez tinha chegado a minha vez sim, aquele foi o primeiro dia do resto da minha vida. Lembro me de entrar na sala e vê los a todos sentados na almofada, estavam desconfiados e eu tremia por dentro, o que vão eles pensar de mim?, será que consigo?, será que vão gostar de mim?, será que vou ser capaz de lhes dar tudo aquilo que precisam?... Estava aterrorizada mas pronta a dar o meu melhor.. Apresentei me a cada um com o meu ar mais meigo e sensível, percebi que estavam ansiosos com aquele estranha que tinha entrado pela sala deles adentro, aquele era o espaço deles da outra professora deles e não meu. Fui o mais meiga possível, dei lhes toda a minha atenção e disponibilidade e deitei cá para fora toda a minha paciência que até ali achava inesgotável. Adaptaram se a mim, aos poucos fui conquistando pais e filhos, quando já todos me aceitavam naquele que era o seu espaço, chegaram mais duas crianças, estás sim minhas sem nenhuma saudade de outra educadora e prontas a gostarem de mim como se nunca tivesse havido outra. Passamos a ser 15, éramos tantos, havia tanto barulho na sala, e eu desesperava dia após dia "não sou capaz" tornou se o meu dilena sempre que punha a cabeça na almofada... Até que um simples comentário fez me acreditar que, ao contrário do que eu acreditava, eu era capaz... O que eu sentia pelos 15 seres era suficiente para aguentar não só o que se passava na minha vida pessoal como ali na creche, passei a dar mais do que eu achava que tinha para dar... Salvou me o Titanic, irônico não e? Mas ainda hoje estes 15 seres sabem o que era e como se afundou... A história e o que sobrou dele... Sabíamos o monoxido de carbono, para que serviam os helicópteros de resgate, o que era uma etar, como se dava o ciclo da água, as cores do arco íris e a formação do mesmo, a rotação da terra, o movimento das placas Tectonicas e até a constituição deste planeta que nos alimenta e alberga de uma forma tão frágil e quase indestrutível. Éramos 15 heróis prontos a salvar o planeta azul das garras dos homens e sem que ele soubessem salvaram também o meu mundo.. Mas agora acabou, o lado menos bom desta profissão são as despedidas que nos dilaceram como faças cortantes, passei os últimos meses a chorar de emoção e de dor, sei que custa mais a mim do que a eles, que amanhã vão ter outra educadora que os vai amar da mesma forma que eu e essa sim vai substituir me tal como substitui a outra nos seus corações. Chegou a hora deles e a minha, ensinaram me a ser mais paciente, mais amorosa, ensinaram me que o meu coração e tão grande a ponto de amar 15 heróis com a mesma intensidade. Ensinaram me que as despedidas não são tão cruéis e que as segundas feiras podem ser boas, ensinaram me o que é ser feliz, mostraram me o amor mais verdadeiro e simples que pode existir. Nas minhas colegas encontrei uma amiga para a vida, esteve sempre do meu lado nos bons e nos maus momentos ajudando me sempre quando mais precisava. Foi minha colega, companheira mas sobretudo amiga. Obrigada minha Fia. Encontrei também a minha "mana" a quem agradeço a oportunidade e sobretudo a confiança que depositou em mim, acreditou sempre que eu poderia fazer mais e melhor e nunca me deixou desistir, nem mesmo agora que me venho embora. Encontrei pais espectaculares e tive o prazer de trabalhar com uma mãe que se mostrou ser a pessoa mais linda que alguma vez conheci. Obrigada meus amores, vocês fizeram do meu sonho a minha rotina mostraram me que não há outra forma de exercer está profissão senão cheia de amor e sim que os filhos dos outros também são um pouco nossos.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.