Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

A minha vida virada do avesso - crossfitjourney

Primeiro dia do resto da minha vida

 

 

Sou a prova viva de que quando queremos muito uma coisa, ela vem.

Durante quase dois anos, eu não queria arranjar trabalho, eu fingia que queria, estava bem a dar umas explicações de vez em quando, mas ao mesmo tempo era algo que não me satisfazia pois dava me o tempo que eu queria mas não me dava o dinheiro suficiente para alimentar os meus vicios.

Eu queria tempo para estar com o P., queria tempo para controla-lo, mas o tempo foi passando e eu não me dei conta do quanto magoada eu estava a ficar. A minha auto estima estava a desaparecer aos poucos, comecei a esquecer me de mim, já não me vestia decentemente, banho deixou de ser todos os dias mas dia sim dia não, sair de casa só mesmo para estar com o P. , anulei me... Só me dei conta que a minha vida estava estagnada quando o P. comecou a cometer aqueles deslizes, nomeadamente dia 25 de Maio deste ano.

A minha vida deu uma volta de 180º, revoltei me com tudo à minha volta, estava farta, cansada, queria desistir de tudo, achei que estava louca, que a minha vida nunca ia andar para a frente, que tinha desperdicado a minha vida com um homem que não me queria mais, já nao tinha amigas, já nao saía com ninguem....mas derepente fez-se luz e pensei para mim "eu posso ser feliz, eu consigo ser mais feliz que isto"...

 

Comecei por me desculpar com a minha melhor amiga, escrevi lhe um mail, não tinha esperanca que ela me desculpasse, mas tive a sorte de ela ser uma pessoa com cabeça e reflectir sobre as coisas que se tinham passado e desculpar me como se nunca tivessemos estado um ano separadas.

O segundo passo foi resolver as coisas com o D., pedi lhe que se encontrasse comigo no sitio de sempre, e pedi lhe desculpas pela forma cobarde como tinha terminado a relação com ele, e sim, admito, tentei ser amiga dele por um tempo, mas o sentimento que ele nutre por mim, não permite que isso aconteca.

Comecei a frequentar a psicoterapia e isso sim, tem sido a maior mudança na minha vida, lá eu tenho vindo a descobrir que consigo ser mais forte emocionalmente e entender de onde vem estes traumas que me fazem sentir que sou menos que os outros. Neste percurso deixei de seguir o P. pela app "find my friends" e, adivinhem, não sinto qualquer diferença, vivo bem com isso.

Decidi tambem que estava na hora de trabalhar, para meu bem, para a minha saude mental e tambem so com um trabalho eu poderia dar a vida que o P. precisa, então (tal como ja mencionei neste blog) criei um curriculo novo e enviei através dos correios para várias escolas, sempre com a fé de que seria desta que a minha vez chegaria.

 

Certo dia, surgiu um anuncio para uma creche no facebook, aquele anuncio nem deveria ter sido publicado, pois a insituição não queria tornar publico que iriam colocar uma nova educadora. Sabe se lá porque, o anuncio foi colocado na net e eu liguei para a escola a fim de conseguir uma entrevista. Fui até á creche no dia seguinte, assim que a educadora que la estava me informou de que iria colocar me algumas questões comecei logo a tremer mas respirei fundo e respondi a tudo. No final foi me dito que no dia seguinte me informavam se tinha passado á segunda fase ou não. Na verdade ninguem me ligou, passou-se a quinta, a sexta, o sabado e o domingo, e noticias, nada...

Foi na Segunda feira que me ligaram e pediram que passasse lá para uma conversinha... CONVERSINHA??? ... eu tinha sido escolhida naquele dia da entrevista! nem precisei de ir á segunda fase, o lugar era meu! nem pude acreditar quando ela me disse...

 

Trata-se de uma creche onde as pessoas são bastante exigentes, mas eu já estou habituada, pois comigo as coisas nunca são faceis, sao sempre desafios, espero estar á altura deste.

Gracas a este trabalho eu vou poder dar um salto gigante na minha vida, tenciono comecar a fazer o insanity de novo, quero mudar o meu aspecto, o meu cabelo, e talvez mude de casa. Eu e o P. estamos a pensar ir viver juntos para uma casinha que eu vi e achei muito cosy, a minha pscioterapeuta também acha que será um salto positivo na minha relação, pois estando perto todos os dias, eu comeco a sentir-me mais segura e talvez perca o medo de o perder, ou de ele me enganar.

Estou a fazer figas para que tudo dê certo, vou precisar de força e de coragem, mas fazendo tudo de uma vez é mais fácil...

 

Sempre disse que um dia chegaria o dia em que eu seria Eu de novo... e chegou.. Amanha é o dia!

O primeiro dia do resto da minha vida!